Saltar os Menus

Notícias

8 de Janeiro de 2019

Amédée Ternante-Lemaire

Lisboa. Mosteiro dos Jerónimos Gelatina e sais de prata PT/CPF/CNF-CALVB/0038/000025

Lisboa. Mosteiro dos Jerónimos
Gelatina e sais de prata
PT/CPF/CNF-CALVB/0038/000025

 

Data de 1496 o pedido feito pelo rei D. Manuel I à Santa Sé, no sentido de lhe ser concedida autorização para se erigir um grande mosteiro à entrada de Lisboa, perto das margens do Tejo. Em 1501 começaram os trabalhos e aproximadamente um século depois, as obras estavam concluídas.

Desde sempre intimamente ligado à casa Real Portuguesa, o Mosteiro dos Jerónimos, pela força da Ordem e suas ligações a Espanha, pela produção intelectual dos seus monges, pelo facto de estar inevitavelmente ligado à epopeia dos Descobrimentos e, inclusivamente, pela sua localização geográfica, na capital, à entrada do porto, é desde cedo interiorizado como um dos símbolos da nação.

Esta notícia foi publicada em 8 de Janeiro de 2019 e foi arquivada em: Arquivos e Coleções, Documento do mês.