Saltar os Menus

Notícias

19 de Outubro de 2020

Klapp-Camera, ca. 1922

Construtor Ernemann-Werke A. G., Dresden, Alemanha; Coleção de Câmaras e Equipamento Fotográfico do CPF/ Coleção António Pedro Vicente, PT/CPF/CCEF/APV/00987; © Centro Português de Fotografia/DGLAB/MC

Construtor Ernemann-Werke A. G., Dresden, Alemanha
Coleção de Câmaras e Equipamento Fotográfico do CPF/ Coleção António Pedro Vicente, PT/CPF/CCEF/APV/00987
© Centro Português de Fotografia/DGLAB/MC

 

 

No início da década de 1920, a Europa sofria ainda as consequências da Primeira Guerra Mundial, embora vivenciasse o período com o otimismo e a euforia de quem sobreviveu à mais dura provação.
Numa Alemanha fortemente penalizada pelo Tratado de Versalhes, as anteriormente fortíssimas marcas de equipamentos fotográficos alemãs, tentam reerguer-se num país então moldado pela guerra, mas enfrentam severas dificuldades. E é neste contexto de sobrevivência que, em 1922, surge a Klapp-Camera, pelas mãos da Ernemann.
É uma câmara do tipo “strut folding plate”, sendo a portabilidade um dos elementos chave para a sua conceção. Completamente compactada num paralelepípedo de dimensões razoáveis que facilmente se transporta, a objetiva é projetada para fora, arrastando consigo o fole de 4 abas, em cuja extremidade se encontra fixa. O fole, por sua vez, fica suspenso por um sistema de 4 braços metálicos, que lhe dão suporte e simultaneamente sustentam o painel da objetiva.
Os efeitos da Primeira Guerra continuaram a fazer-se sentir e, em 1926, a Ernemann abdica da sua autonomia, juntando-se à Contessa-Nettel, à Goerz e à Ica, formando a Zeiss Ikon.

 

 

 

 

In the early 1920s, Europe was still enduring the consequences of World War I, despite experiencing the period with the optimism and excitement of those who survive the hardest ordeal.
In Germany, heavily penalised by the Treaty of Versailles, the formerly powerful German photographic equipment brands tried to rebuild themselves in a country shaped by war, but faced several difficulties. It was in this context of survival that, in 1922, the Klapp-Camera was created by Ernemann.
It’s a strut-folding plate camera and its portability is one of the key elements of its design. Fully compacted in a reasonably-sized parallelepiped that is easy to carry, the lens projected outwards, dragging with it the 4-flap bellows at whose end it is attached. The bellows is suspended by a system consisting of 4 metal arms, which also supports the lens panel.
The effects of World War I continued to be felt and, in 1926, Ernemann gave up its autonomy by joining Contessa-Nettel, Goerz and Ica, thus forming Zeiss Ikon.

 

 

 

 

Klapp-Camera, ca. 1922

Construtor Ernemann-Werke A. G., Dresden, Alemanha

Camera and Photographic Equipment Collection/António Pedro Vicente Collection, PT/CPF/CCEF/APV/00987

© Centro Português de Fotografia/DGLAB/MC

 

 

Esta notícia foi publicada em 19 de Outubro de 2020 e foi arquivada em: Câmaras e Equipamento Fotográfico, Documento do mês.