Saltar os Menus

Notícias

15 de Janeiro de 2021

Berenice Abbott: Photographs

Abbott, Berenice; Muriel Rukeyser (pref.) e David Vestal (introd.).; Photographs. Washington: Smithsonian Institution Press, 1990. ISBN 0-87474-211-0.

Abbott, Berenice; Muriel Rukeyser (pref.) e David Vestal (introd.).
Photographs. Washington: Smithsonian Institution Press, 1990. ISBN 0-87474-211-0.

 

Sabia que Berenice Abbott (1898-1991), foi uma fotógrafa norte-americana conhecida pelos seus retratos de personalidades, pela forma modernista como fotografou Nova Iorque e pelo impacto das suas fotografias científicas para o estudo da física?

Em 1925, o artista e fotógrafo surrealista Man Ray (1890-1976) apresentou Berenice Abbott ao fotógrafo Eugène Atget (1857-1927). A partir desse momento, Berenice Abbott manifestou um profundo respeito e encanto pelo trabalho do fotógrafo francês e passou a ser uma referência importante para transformar as suas aspirações em fotógrafa.

Em 1926, Berenice Abbott abriu o seu próprio estúdio de fotografia em Paris e explorou todas as possibilidades da fotografia de retrato e no mesmo ano fez a sua primeira exposição individual numa galeria em Paris. Em 1929, a fotógrafa regressa a Nova Iorque e influenciada pelas fotografias das ruas parisienses de Eugène Atget, começa a documentar fotograficamente o processo de modernização e o ritmo acelerado da cidade de Nova Iorque.

Em 1959, Berenice Abbott decidiu dedicar-se à fotografia científica e registou fenómenos elétricos e magnéticos para o Comité de Estudos de Ciências Físicas no Instituto de Tecnologia de Massachusetts.

 

 

 

 

Did you know that Berenice Abbott (1898-1991) was an American photographer known for her portraits of personalities, the modernist way she photographed New York, and the impact of her scientific photographs on the study of physics?

 

In 1925, the surrealist artist and photographer Man Ray (1890-1976) introduced Berenice Abbott to the photographer Eugène Atget (1857-1927). From that moment on, Berenice Abbott expressed a deep respect and fascination for the work of the French photographer, who became an important reference to turn her photographic aspirations into reality.

In 1926, she opened her own photography studio in Paris and explored all the possibilities of portrait photography; in the same year, she held her first solo exhibition in a gallery in Paris. In 1929, the photographer returned to New York and, influenced by Eugène Atget’s photos of Parisian streets, began to photographically document the modernisation and the hustle and bustle of New York City.

In 1959, Berenice Abbott decided to dedicate herself to scientific photography and registered electrical and magnetic phenomena for the Physical Science Study Committee at the Massachusetts Institute of Technology.

 

 

 

 

 

 

 

Esta notícia foi publicada em 15 de Janeiro de 2021 e foi arquivada em: Documento do mês, Fundo Bibliográfico.

Os comentários foram desactivados para esta notícia.