Saltar os Menus

Documento Mês – Fundo Bibliográfico

“Ambrotypes coloriés à la main…”

Wills, Camfield, Deirdre Wills. 1980. “Positif au collodion sur plaque de verre (ambrotype) dans un encadrement très élaboré”. Histoire De La Photographie, 19. Paris: Princesse


Wills, Camfield, Deirdre Wills. 1980. “Positif au collodion sur plaque de verre (ambrotype) dans un encadrement très élaboré”. Histoire De La Photographie, 19. Paris: Princesse

Sabia que um ambrótipo é uma imagem fotográfica positiva sobre placa de vidro?

Em 1852, surgiu o ambrótipo, um negativo que se torna positivo pelo uso de uma camada escura (tecido, veludo ou cartão preto) no lado oposto ao da imagem e obtido com uma placa de vidro (suporte) coberta com uma camada de colódio (ligante) que contém os sais fotossensíveis que dão origem a uma imagem fotográfica.
A utilização do negativo de vidro dava uma transparência que possibilitava a melhoria na
imagem positiva e as impressões feitas a partir dele produziam detalhes finos. A emulsão distribuía-se de modo mais homogéneo sobre o suporte de vidro, sendo que, como é um material pouco poroso era necessário polir a sua superfície antes de aplicar a solução de colódio.

A ambrotipia foi apresentada em substituição ao daguerreótipo e revolucionou a fotografia na sua época por possuir uma grande capacidade de reprodução de pormenor e pelo tempo de exposição relativamente curto. Tornou-se muito popular na fotografia de retrato e alguns ambrótipos eram coloridos à mão, sobretudo nos lábios e na face do retratado.

Did you know that an ambrotype is a positive photographic image on a glass plate?

The ambrotype appeared in 1852. It is a negative which becomes positive by means of a dark layer (cloth, velvet or black cardboard) on the opposite side of the image and is obtained with a glass plate (support) covered with a collodion layer (binder) containing the photosensitive salts that create a photographic image.
The use of a glass negative gave a transparency that made it possible to improve the positive image and the prints made from it had fine details. The emulsion was distributed more evenly on the glass support, and as it is not a very porous material, it was necessary to polish its surface before applying the collodion solution.

The ambrotype was introduced as a replacement for the daguerreotype and revolutionised photography in its time due to its great ability to reproduce detail and the relatively short exposure time. It became very popular in portrait photography and some ambrotypes were coloured by hand, especially the subject’s lips and face.


.

Antiga Cadeia e Tribunal da Relação do Porto
Largo Amor de Perdição
4050-008 Porto | Portugal


T. (+351) 220 046 300 mail.cpf@cpf.dglab.gov.pt

Receba todas as novidades do cpf no seu email

© 2022 - Centro Português de Fotografia | Contactos | Acessibilidades | Elogios, Sugestões e Reclamações