Saltar os Menus

Notícias

16 de Junho de 2021

Documento Mês_Fundos e Coleções_junho/2021

Sabine Weiss Weber (1924); Intérieur d'Eglise au Portugal, 1954; PT/CPF/CNF/001144

Sabine Weiss Weber (1924)
Intérieur d’Eglise au Portugal, 1954
PT/CPF/CNF/001144

 

Captando a vida em todas as suas facetas, Sabine Weiss é há muito tempo considerada a Grande Dama da fotografia humanista que surgiu em França logo após a Segunda Guerra Mundial.

As suas fotografias são caracterizadas por brilhantes composições e densas representações da vida quotidiana. Contadora de histórias, profundamente sensível e observadora, Sabine Weiss é excecionalmente hábil em identificar o mais relevante do dia a dia.

Apesar de retratar uma grande diversidade de temas, todas as suas imagens têm os traços distintivos da sua autora: são dinâmicas, sinceras e nunca mundanas.

“Fotografo para me agarrar ao efémero, captar o acaso, guardar uma imagem de algo que vai desaparecer: gestos, atitudes, objetos que nos lembram a brevidade da vida” é um dos credos da fotógrafa.

 

 

 

Capturing life in all its facets, Sabine Weiss has long been considered the Grande Dame of  humanist Photography  that emerged in France just after the Second World War.

Her photographs are characterised by brilliant compositions and condensed depictions of everyday life. A deep sensitive storyteller and close observer, she is exceptionally skilled at identifying the remarkable within the everyday.

Despite the great diversity of subjects, all of her images bear their author’s distinctive mark: they are dynamic, sincere and never mundane.

“I take photographs to hold on to the ephemeral, capture chance, keep na image of something that will desapear: gestores, attitudes, objects that are reminders of our brief lives” is one of the photographer´s credos.

 

 

 

Esta notícia foi publicada em 16 de Junho de 2021 e foi arquivada em: Arquivos e Coleções, Documento do mês.

Os comentários foram desactivados para esta notícia.